Lomeutec - Tutoriais e Informação

Redimensione e modifique partições Windows e Linux

  • Publicidade: Powered by Google

    Algumas vezes dividimos o HD e com o passar do tempo ficamos sem espaço em uma partição e com sobra em outra. Acontece principalmente com quem costuma usar mais de um sistema operacional. A gente coloca um sistema novo em uma partição pequena para testar e de repente o negócio dá tão certo que passa ser o sistema principal. Daí começa o problema com espaço. Imagine o seguinte cenário. Você tem dois HDs. Em um está instalado um Linux e no outro o Windows. O HD que está com o Linux tem, além da partição com o sistema, mais duas partições. A partição SWAP e uma partição para arquivos e backup de músicas, documentos, programas etc. Essa partição de backup que está no formato NTFS do Windows. Essa era a minha situação. A partição com o Linux já estava pequena para o sistema e a solução era pegar um pedaço da partição de backup de arquivos para aumentá-la. Vou usar isso como exemplo nessa publicação, pois é uma ótima maneira de mostrar como realizar várias operações como, reduzir partições, mover partições e aumentar partições tanto Windows como Linux.

    Tutorial

    Como foi dito antes, vou usar como exemplo o que foi descrito acima. Isso servirá como referência para você fazer as alterações que precisa aí no seu computador.

    Veja a situação na imagem abaixo.


    Ali você vê o "Disco 0" e o "Disco 1".

    O "Disco 0" está dividido em 3 partições. A primeira é a partição de backup onde guardo meus documentos, músicas, fotos, etc.  A segunda partição, a que está ao meio, é a SWAP do Linux e a terceira partição é onde está instalado o Linux.

    É a terceira partição que eu quero aumentar, mas para aumentá-la eu vou ter que diminuir outra. A intenção é diminuir a partição de backup para ganhar espaço.

    Vou começar por redimensionar a partição do Windows. Ao diminuí-la, terei espaço para aumentar a partição Linux.

    OBS: Antes de fazer qualquer alteração em partições é  altamente recomendável fazer cópias de segurança dos arquivos mais importantes.
     
    Também é muito importante executar as ferramentas de desfragmentação e de scandisk. Essas ferramentas podem ser acessadas ao clicar com o botão direito do mouse sobre o ícone da unidade de disco ou partição e selecionar "Propriedades".


    Na janela que se abrir você encontrará essas opções na aba "Ferramentas".

    Depois de fazer essas verificações podemos começar a modificar as partições.

    Para quem usa o Windows 7 Professional e Ultimate, não é necessário instalar nenhum software de terceiros para fazer essa alteração nas partições.

    Se seu Windows 7 for diferente desses, então ele não possui a ferramenta de "Gerenciameno de disco" que iremos precisar, daí sim será necessário instalar um programa próprio para isso. É fácil achar na internet e a maioria tem funcionamento parecido.

    Há vários e inclusive gratuitos no Baixaki.

    Vou mostrar como redimensionar usando o Windows 7 Ultimate  que possui uma ferramenta de "Gerenciamento de disco". 

    Abra o menu iniciar e digite "diskmgmt.msc". Clique no ícone que aparecer.


    Você verá uma janela que mostra os HDs instalados no seu computador e a forma como eles estão particionados.

    Seguindo o exemplo da primeira imagem desse post, vamos começar por reduzir o tamanho da partição de backup.

    No lugar do gráfico que representa a partição, vou clicar com o botão direito do mouse e selecionar "Diminuir Volume".


    Aparecerá uma janela onde você irá digitar uma valor em Megabytes. Ou seja, quanto de espaço você quer tirar dessa partição.

    Aí fica a seu critério. No meu caso a partição Linux tinha 28 Gigabytes (28000 Megabytes) e achei que ela deveria ficar com 100 Gigabytes (100000 Megabytes) ou pelo menos próximo disso, daí tirei 72 Gigabytes (72000 Megabytes) da partição de backup.


    Depois da operação eu fiquei com um espaço livre no meu "Disco 0". Com isso você vê que não tem nada de complicado manipular partições usando a ferramenta de "Gerenciamento de disco" do próprio Windows. É tudo muito intuitivo. Se eu quisesse poderia até criar outra partição nesse espaço que ficou livre.


    Bem, o objetivo agora é aumentar a partição onde está o sistema Linux instalado, mas não vou usar o "Gerenciamento de disco" do Windows para isso. Vou usar o "Gparted" do Linux.

    Porque não usar o "Gerenciamento de disco" do Windows para fazer isso?

    Eu confio no "Gerenciamento de disco" do Windows para manipular partições que estejam em um formato do Windows, mas para manipular partições que sejam do Linux com certeza não.

    O que eu vou fazer é pegar um live CD ou DVD de uma distribuição Linux, no caso eu usei o Ubuntu 12.04, e usar o "Gparted" que é um excelente particionador.

    Darei início no computador usando um Linux que carregue diretamente do CD. Farei isso porque eu preciso que a partição do sistema Linux que está instalado no computador esteja desmontada para conseguir manipulá-la.

    Ao abrir o "Gparted" é mostrado o modo como está dividido o HD. Você escolhe qual HD exibir na parte de cima no canto direito como é mostrado na imagem.


    Abaixo tem um gráfico e uma distribuição em árvore das partições.

    Eu quero aumentar a partição de sistema do Linux, mas antes disso perceba que ela está dentro de uma partição estendida. 


    Nesse caso então eu terei que aumentar o tamanho da partição estendida primeiro.

    Cliquei com o botão direito do mouse sobre ela e escolha a opção "Redimensionar/Mover".


    Depois disso é só esticar ela sobre a área cinza que representa o espaço livre no HD. Use as setas laterais para isso.


    Ao clicar no botão "Redimensionar/Mover" aparecerá uma mensagem de aviso sobre possíveis problemas que possam ocorrer. Essa mensagem é normal e irá aparecer sempre que você for realizar qualquer operação que modifique as partições no HD. Não significa que é certo que algo errado vá acontecer. Na verdade é pouco provável. Não precisa ficar preocupado com isso, principalmente se você seguiu a recomendação de fazer uma cópia dos arquivos importantes.

    O próximo passo é aumentar a partição do sistema Linux correto?

    Seria, se não tivesse uma partição SWAP no meio.

    O que a gente precisa fazer então nesse caso do exemplo, é arrastá-la para o outro canto para liberar o espaço para podermos expandir a partição do sistema Linux.

    Acontece que quando você inicia o computador com um Linux rodando do CD ele lê os HDs e se tiver uma partição SWAP ele começa a usar. Se ele estiver usando não há como manipulá-la.

    Primeiro então clique com o botão direito do mouse sobre a parte do gráfico que identifica a partição SWAP e selecione "Desativar swap".

    Depois disso clique novamente com o botão direito mouse sobre a partição SWAP e esolha "Redimensionar/Mover".


    Dessa vez a intenção é mover a partição, sendo assim cliquei no meio dela e arrastei para o outro canto.


    Depois de fazer isso finalmente eu tenho o espaço que preciso para expandir a partição com o sistema Linux.

    Nesse ponto é só clicar com o botão direito do mouse sobre a área do gráfico que representa a partição e escolher "Redimensionar/Mover". Depois esticá-la sobre a área cinza.


    Depois de fazer isso tudo nenhuma alteração foi efetivamente aplicada, ou seja, não foi alterado nada no HD ainda. Isso só vai acontecer no momento em que você for no menu "Editar" e clicar em "Aplicar todas as operações".


    Isso encerra o assunto. Você víu que o uso dessas ferramentas de particionamento são muito intuitivos. Minha dica é que você prefira ferramentas desenvolvidas no Windows para manipular partições Windows e ferramentas Linux para manipular partições Linux.

    Não que uma ferramenta desenvolvida para um sistema não seja capaz de gerenciar partições de outro sistema, mas isso ajuda a diminuir os riscos com algum problema que possa ocorrer.

    Mesmo não tendo usado todos os recursos que esses programas podem oferecer, ficou claro que é muito fácil usá-los e acredito que você não terá problemas se sua intenção for fazer algo diferente do que foi mostrado.

    Lembre-se de que algo muito importante é criar cópias dos arquivos que você considera mais importantes em um HD externo, mídias de DVD ou Pendrives por exemplo, antes de fazer qualquer procedimento que modifique as partições no seu computador.

    É isso aí e até a próxima. ;-)

    Nilton (LOMEUTEC)
    É formado como técnico em informática com ênfase em análise de sistemas e programação comercial. No entanto gosta mesmo é de fazer publicações para o blog lomeutec.blogspot.com onde compartilha grande parte do pouco conhecimento autodidata que adquire através de experiências, estudos diários e até mesmo de tudo aquilo que descobre enquanto navega despreocupadamente pela internet em seus momentos de ócio. Aqui no LTI acumula funções de publicador, moderador, editor, administrador e o que mais for possível e necessário.