Lomeutec - Tutoriais e Informação

Livrarias temem competição com lojas de ebooks

Deixarei aqui nessa publicação a minha opinião sobre a carta aberta da Associação Nacional de Livrarias pedindo a criação de regras para a venda de ebooks no Brasil. Acredito que o propósito da evolução tecnológica não seja somente criar novos dispositivos para resolver, ou em alguns casos criar necessidades. Já dizia um professor meu do curso de informática, "O computador foi criado para resolver problemas que a gente não sabia que tinha". Muito mais que apenas soluções e facilidades, as tecnologias devem ser usadas para criar ferramentas, novas oportunidades e principalmente serem acessíveis a todos. Por isso tudo que advém como resultado dessa evolução deve ter um custo baixo. Senão, ao meu ver, ela perde o sentido de existir. Por que criar algo para alguns poucos abastados?

Matéria

As mudanças no mercado ocorrem para suprir necessidades e também por causa do aparecimento de novos recursos.

Um bom exemplo disso pode ser observado com o alarde criado pelas livrarias em decorrência do medo de terem uma diminuição significativa nos lucros por conta da chegada das lojas virtuais que vendem ebooks.

Assim que foi noticiado o início das atividades da Amazon no Brasil, empresários de livrarias que ficaram parados no século passado se sentiram ameaçados e começaram a sugerir regulamentações.

Eles se agarram as velhas fórmulas e fazem de tudo para mantê-las ignorando completamente o fato de que o mundo atual é digital e aqueles que não se adequarem irão perecer nesse processo natural.

Aposto por exemplo, que no seu bairro bairro havia uma locadora de vídeo e que muito provavelmente fechou. Isso aconteceu por causa da mudança que houve na maneira como as pessoas buscam por esse serviço.

Atualmente está muito fácil comprar um computador com prestações a perder de vista. A internet também está mais barata e temos aquelas empresas que perceberam a mudança que vinha ocorrendo e ao invés de ficarem de "mi mi mim", criaram serviços que disponibilizam aluguéis de filmes online.

Na contramão de tudo, as livrarias querem fazer com que ebooks sejam vendidos com no máximo 30% de diferença entre a versão impressa e com no máximo 5% de desconto.

Carta aberta da Associação Nacional de Livrarias (ANL)

Eu sei que o custo da versão impressa é bem mais alto do que a versão digital, mas isso não me interessa como consumidor e como consumidor o que eu quero é pagar mais barato.

Por que pagarmos mais caro para manter um modelo de negócio arcaico?

Quem deve ditar as regras do mercado é o consumidor e as empresas devem adaptar-se ao mercado e não o contrário. Deixo então a minha opinião e gostaria de saber a sua.