Lomeutec - Tutoriais e Informação

Como são medidos dados da audiência da Televisão

  • Publicidade: Powered by Google

    Frequentemente apresentadores de algumas emissoras de televisão anunciam orgulhosos de que estão na frente dos concorrentes conseguindo garantir mais telespectadores durante a transmissão de um determinado evento. Eles sabem disso, pois tem acesso a informações de pesquisa e estatística feita por empresas e órgãos especializados. O órgão mais conhecido capaz de aferir essa métrica no Brasil é o IBOPE (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística). Mas como as emissoras parecem saber desses dados em tempo real? Entenda nessa publicação de maneira descomplicada e rápida como isso é feito.

    Matéria

    O IBOPE é um órgão privado que realiza pesquisas para saber as preferências do público e é usado pelas empresas como ferramenta para se orientarem estrategicamente no mercado.

    É adotado o sistema de amostragem que se baseia em estatística, onde são coletados dados de um pequeno número de pessoas de modo que possa se fazer uma estimativa das preferências da população geral de uma região ou obter informações sobre o perfil de um público específico separados por exemplo por faixa etária, classe social, sexo, etc.

    No Brasil é o IBOPE que coleta dados da audiência da TV e isso pode ser feito de três modos.

    • Um caderno com formulário é preenchido por pessoas que sejam alvo da pesquisa de modo a registrar as suas preferências em relação programação da TV e recolhido duas semanas depois na residência por um funcionário do instituto;
    • Um aparelho é instalado na casa da pessoa com autorização da mesma e registra tudo o que os moradores assistem. Toda a informação reunida é enviada no dia seguinte ao IBOPE;
    • A medição pode ser feita praticamente em tempo real enviando dados minuto a minuto por meio de ondas de rádio ou rede de telefonia celular, através de um aparelho instalado em casa de famílias após a permissão dos moradores;

    Por ser usado o sistema de amostragem as casas onde são instalados os aparelhos precisam ser muito bem escolhidas.

    Os funcionários do IBOPE orientam-se por dados atualizados do Censo e a partir daí definem o menor número possível de amostragem necessária para representar estatisticamente a população geral daquela região.

    Sabendo disso é que é feita a distribuição dos tais aparelhos que farão a medição da audiência.

    Você não solicita o equipamento. Quem tem um aparelho do IBOPE em casa foi selecionado por ter um perfil que representa a maioria das pessoas na região onde mora e por isso recebeu a visita de um técnico do Instituto.

    A quantidade de aparelhos a serem distribuídos é bem limitada por questões de logística envolvendo custo da instalação e manutenção dos equipamentos. Além é claro da dificuldade de se tratar e acompanhar um volume muito grande de dados e ainda ter que prezar pelo sigilo das informações.

    Chamado de "PeopleMeter" o aparelho é instalado em todos os televisores da casa.

    Cada morador recebe um número que deve pressionar no controle remoto do aparelho para se identificar quando for assistir a TV. Quando várias pessoas estão assistindo ao mesmo tempo a mesma TV elas também devem informar seu número de identificação.

    É assim que o IBOPE consegue mensurar não só a audiência em um domicílio, mas também a audiência dos indivíduos.

    Além do fato de serem pouquíssimos aparelhos distribuídos e a maioria deles estar em capitais, é solicitado a quem tem o PeopleMeter em casa manter isso em segredo. Talvez por isso você provavelmente nunca conheceu alguém que fizesse parte desse processo.

    O aparelho fica no máximo por um período de 4 anos em uma residência, mantendo assim uma rotatividade que melhora os dados obtidos nas pesquisas.

    A medição é feita com a programação da TV aberta e a tecnologia do PeopleMeter é 100% nacional sendo exportada para países como Chile e Argentina.

    Nilton (LOMEUTEC)
    É formado como técnico em informática com ênfase em análise de sistemas e programação comercial. No entanto gosta mesmo é de fazer publicações para o blog lomeutec.blogspot.com onde compartilha grande parte do pouco conhecimento autodidata que adquire através de experiências, estudos diários e até mesmo de tudo aquilo que descobre enquanto navega despreocupadamente pela internet em seus momentos de ócio. Aqui no LTI acumula funções de publicador, moderador, editor, administrador e o que mais for possível e necessário.