Lomeutec - Tutoriais e Informação

Criando máquinas virtuais no Windows 8.1 Pro

  • Publicidade: Powered by Google

    No Windows 8.1 Professional para se criar máquinas virtuais só é necessário habilitar o Hyper-V nativo do próprio sistema. Isso caso o seu PC esteja preparado para tal, pois alguns computadores simplesmente não possuem hardware que suportem esse recurso. Caso seja possível utilizar o Hyper-V no seu computador, você não precisará instalar softwares de terceiros como Virtual PC, Virtual Box ou VMWare. A menos que você esteja querendo instalar sistemas operacionais muito antigos, pois esses não são suportados pelo modo de virtualização do Hyper-V Veja nesse post como é fácil a criação de máquinas virtuais no Windows 8.1.

    Windows

    Comece indo ao "Painel de Controle" ► "Programas e Recursos" e então clique em "Ativar ou desativar recursos do Windows".


    Procure pela checkbox do "Hyper-V" e marque como mostrado na imagem abaixo e pressione "OK".


    O Windows vai começar a instalação e mesmo que apareça qualquer mensagem aparentando um erro não se preocupe, o sistema irá reiniciar algumas vezes e no final o processo estará concluído.

    Na tela inicial do Windows digite "Hyper-V" e você achará o "Gerenciador do Hyper-V".


    Clique nele e você verá uma janela como é mostrado na imagem abaixo.


    Clique no botão direito sobre o nome do seu computador e lá você achará em "Novo" a opção para criar uma máquina virtual.


    Será aberto um assistente de configuração e na primeira tela apenas clique em "Avançar".


    A seguir será perguntado sobre qual será o nome da máquina virtual.


    Ainda nessa tela você poderá modificar o local onde ficará armazenada a máquina virtual. É só marcar a checkbox, modificar a opção padrão e escolher uma pasta da sua preferência.


    Na próxima etapa será perguntado sobre qual tipo de geração que você deseja criar a máquina virtual. Apenas clique em "Avançar".


    Agora é hora de especificar quanto de memória RAM a máquina virtual irá utilizar. Nunca escolha um valor acima de 50% da memória total que o seu computador possui. Se você somente digitar um valor, o sistema irá separar em sua totalidade a quantidade de memória que você determinou para a máquina virtual. No entanto, se além disso você também marcar a checkbox constante nessa tela do assistente, então o sistema irá utilizar a quantidade de memória que você especificou de forma dinâmica, ou seja, só irá utilizar a memória necessária dentro do valor especificado sem ultrapassar o limite determinado. Sendo assim, é mais vantagem marcar a checkbox.


    Avançando para a próxima tela do assistente apenas clique em "Avançar".


    Agora é hora de configurar o tamanho máximo que o HD da sua máquina terá. É importante especificar um valor. No meu caso como vou instalar outra cópia do Windows 8 x64 dentro da máquina virtual, achei que 60 Gigas era suficiente. Nessa parte do assistente você ainda tem as opções de usar um disco virtual que já exista ou ignorar a criação do disco rígido virtual e deixar isso para depois.


    Ao clicar em "Avançar" novamente, será a hora de especificar se a instalação será feita por meio de alguma unidade óptica através do DVD ou CD de instalação, se será através de algum arquivo de imagem salvo no HD ou até mesmo a partir de um disquete.


    A última tela do assistente mostra um resumo de todas as opções que você escolheu. Clique em "Concluir".


    Após criada clique em "Iniciar" para começar a instalação do sistema na máquina virtual.


    Se a tela mostrando a máquina virtual não aparecer dê um duplo clique na imagem que mostra a prévia do sistema.


    A partir desse ponto a instalação segue normalmente como em qualquer computador. Se após a instalação você não estiver conseguindo utilizar a internet através da máquina virtual, apenas desligue a máquina virtual como desligaria qualquer computador comum e siga as orientações descritas no post "Tutorial básico do Hyper-V no Windows 8" lá no clube do Hardware e depois volte aqui para ver o término da configuração. Irei mostrar como solucionar esse problema depois que a máquina virtual já foi criada, assim como é o nosso caso.

    Agora que você já seguiu os passos descritos lá no post do Clube do Hardware selecione a máquina virtual que você criou e do lado direito do "Gerenciador do Hyper-V" você verá a opção "Configurações". Clique nela.


    Clique em "Adaptador de rede" do lado esquerdo e depois no lado direito em "Comutador virtual" selecione o dispositivo de rede virtual que você criou seguindo as orientações do post no Clube do Hardware.


    Isso resolve o problema.


    Clique aqui para ver quais são os sistemas suportados pelo Hyper-V.

    É isso aí e até a próxima. ;-)

    Nilton (LOMEUTEC)
    É formado como técnico em informática com ênfase em análise de sistemas e programação comercial. No entanto gosta mesmo é de fazer publicações para o blog lomeutec.blogspot.com onde compartilha grande parte do pouco conhecimento autodidata que adquire através de experiências, estudos diários e até mesmo de tudo aquilo que descobre enquanto navega despreocupadamente pela internet em seus momentos de ócio. Aqui no LTI acumula funções de publicador, moderador, editor, administrador e o que mais for possível e necessário.